Vale a pena investir em imagens autorais para a sua marca?

Um relatório divulgado pelo Think with Google revelou que as pesquisas por imagens nos smartphones tiveram um aumento de mais de 60% nos últimos dois anos e foi observado que 50% dos consumidores on-line são influenciados diretamente pelo visual no momento da compra. Ligamos isso ao surgimento de feeds do Instagram com imagens autorais cada

INFO

Um relatório divulgado pelo Think with Google revelou que as pesquisas por imagens nos smartphones tiveram um aumento de mais de 60% nos últimos dois anos e foi observado que 50% dos consumidores on-line são influenciados diretamente pelo visual no momento da compra. Ligamos isso ao surgimento de feeds do Instagram com imagens autorais cada vez mais elaboradas e às diversas polêmicas que já envolveram a manipulação de fotos nas redes sociais e percebemos que, de fato, vivemos no mundo das imagens. 

E as marcas sabem disso como ninguém! Afinal, fotos e ilustrações são estratégias muito poderosas, capazes de gerar uma alta identificação e engajamento do público. Assim, pela necessidade constante de usar destes recursos, muitas empresas optam pela praticidade de adquirir fotos dos bancos de imagens, como os famosos iStock e Shutterstock, ao invés de investir em imagens autorais. Mas será que essa é realmente uma boa escolha? Você sabe como ela impacta a sua marca? É sobre isso que vamos falar neste artigo.

As imagens autorais e o branding 

No blog, já falamos diversas vezes sobre branding e como esse conceito cria relações importantes para a comunicação das marcas com o seu público. E isso é tão nítido, que hoje as empresas se preocupam, até mesmo, com o branding sonoro. Mas, se você ainda não está familiarizado com o termo, aqui vai um resumo: o branding é, basicamente, tudo que interfere na percepção dos consumidores sobre a sua marca, e isso passa pelo tom em que a empresa se comunica, pela identidade visual, pelos valores e por suas embalagens. 

Mas o que isso tem a ver com a escolha das marcas por bancos de imagens ou fotos autorais? Tudo! Afinal, por mais que os bancos de imagens sejam opções bem práticas, as fotografias disponíveis por lá são feitas para servirem à diversas empresas. Assim, são imagens mais genéricas, que, provavelmente, não terão uma relação direta com a sua marca. E tem mais: existem grandes chances de uma imagem utilizada pela sua marca ser encontrada também em materiais de divulgação de outras empresas. 

E tudo isso vai contra o que é a ideia de um bom branding, afinal, os bancos de imagens não ajudarão a tornar sua marca mais reconhecível, memorável e específica — pelo contrário! Por outro lado, as imagens autorais podem ser ótimas aliadas para construir um branding forte. E, como bom exemplo, há o Instagram do Nubank, que traz diversas fotos exclusivas, resultando em um feed inconfundível, que vem conquistando os brasileiros.

Humanização

Apesar de hoje o mundo estar mais artificial com os chatbots, os assistentes de voz  e a Internet das Coisas (IoT), as relações mais humanizadas vem ganhando cada vez mais relevância no mundo dos negócios. Os consumidores querem sentir que estão falando com pessoas reais e adquirindo produtos feitos e pensados para elas. E isso se estende para as imagens disponibilizadas pelas marcas! 

Mas, quando falamos em imagens mais humanizadas, não basta ser uma fotografia de pessoas. Os bancos de imagem têm inúmeras fotos nesse sentido e podem, ainda assim, produzir uma artificialidade indesejada, devido às poses montadas e aos modelos que, via de regra, são pouco diversos. É preciso pensar em fotos e cenas reais.

Não é à toa que as marcas vem mostrando, com mais frequência, o seu próprio time e o cotidiano da empresa. E, por isso, a diversidade é mais que bem-vinda em estratégias comunicacionais, como bem sabe a Avon, que já ficou conhecida por suas acertadas propagandas sobre o empoderamento feminino e o orgulho LGBTQ+, por exemplo.

Mas, novamente: essa diversidade precisa ser real. Caso contrário, o resultado pode ser o oposto do esperado. Afinal, as pessoas realmente criam uma relação mais estreita com a marca apenas quando elas se veem verdadeiramente representadas. 

Custo x benefício

Como vimos, as imagens autorais apresentam muitos benefícios para as marcas, como a possibilidade de utilizar as fotos e as ilustrações para fortalecer o branding e para se comunicar de forma mais verdadeira com os consumidores. E isso pode ser convertido em outros benefícios, inclusive financeiros. Assim, é importante contar com profissionais de design, que podem ajudar você a definir as melhores estratégias para o uso das imagens autorais de acordo com o perfil e o objetivo do seu negócio!

Com as pessoas, cada vez mais, valorizando as marcas pelo visual que elas transmitem, é essencial investir em imagens autorais. Lembrando que isso precisa vir acompanhado de profissionais competentes e de um planejamento estratégico. E, como existem diversas maneiras de se trabalhar suas próprias fotos, nem sempre as marcas precisam dispender valores mais elevados. Também é possível, principalmente nas redes sociais, criar imagens atrativas apenas com ideias simples e uma boa dose de criatividade!