TikTok: como a sua marca pode pensar em uma estratégia para essa rede?

O TikTok é o assunto do momento. E com razão! Afinal, em 2019, o aplicativo bateu o número de 1,5 bilhão de downloads, se tornando a rede social mais baixada no mundo, segundo a plataforma Sensor Tower, e já conquistou a quarta posição entre as redes com o maior número de usuários, como mostra uma

INFO

O TikTok é o assunto do momento. E com razão! Afinal, em 2019, o aplicativo bateu o número de 1,5 bilhão de downloads, se tornando a rede social mais baixada no mundo, segundo a plataforma Sensor Tower, e já conquistou a quarta posição entre as redes com o maior número de usuários, como mostra uma pesquisa da Infobase Interativa.

Conhecida como a rede social da geração Z, os olhares desses jovens (nascidos entre  1990 a 2010) não são os únicos que vêm brilhando ao falar do TikTok: as marcas também já estão atentas à possibilidade de ter mais um canal de relacionamento com o seu público.

Claro que ainda é preciso muito estudo, pois essa plataforma está se estabelecendo agora e vem se provando bastante diferente das demais, como o Instagram. Mas já podemos tirar algumas lições ao entender como as marcas se comportaram nas redes sociais até então.   

As marcas e Zuckerberg

Para dar início à publicidade digital, as marcas contaram com a sua expertise nos meios tradicionais. Assim, as imagens e os vídeos patrocinados eram muito semelhantes aos comerciais de TV, outdoors e panfletos, por exemplo. E isso funcionou por muito tempo. Mas, com a criação do Facebook, que tem como propósito estabelecer conexões entre as pessoas, as marcas perceberam que podiam disponibilizar conteúdo autoral em seu perfil. 

A partir daí, as redes sociais tornaram-se um canal de interação, em que são publicados conteúdos para despertar o interesse do público em seguir o perfil da marca, curtir, comentar e compartilhar as postagens. E, posteriormente, surgiu o marketing de influência, em que a marca fala com o seu próprio público por meio do perfil de uma personalidade. 

Como as redes sociais mudam rapidamente e cada uma tem as suas peculiaridades, é preciso desenvolver ações específicas. No Twitter, por exemplo, as mensagens devem ser mais descontraídas, rotineiras e diretas. Já no Instagram, as marcas preferem publicar fotografias mais autorais, para aproximar o seu feed dos perfis não comerciais. 

E como funciona com o TikTok?

A comunicação das marcas com o público no TikTok ainda é experimental e, por isso, as estratégias nessa plataforma não estão muito consolidadas. E, assim como acontece em outras redes sociais, não há uma fórmula mágica que funcione para todas as empresas. Mas algumas marcas, como Guaraná Antarctica, já vêm explorando esse novo território. 

Ela fez cocriações com tiktokers influentes, criou o seu próprio perfil e, mais recentemente, firmou uma parceria com a plataforma, que fará a curadoria de influencers para a marca e a promoção de insights. E, além das ações no meio digital, a Guaraná Antarctica lançou uma lata personalizada, com um QR code que direciona para o perfil da marca no TikTok. 

Com a atuação da Guaraná Antarctica e de outras marcas que também já estão testando as possibilidades dessa plataforma, é possível entender alguns pontos importantes para a comunicação com os tiktokers, que vamos explicar nas próximas linhas.

Saiba se essa rede social é para você 

Antes de criar um perfil no TikTok, é preciso saber se o público da sua marca está curtindo essa rede social. Para isso, é fundamental ter conhecimento do perfil deles, pois a geração Z domina a plataforma. Segundo a Global Web Index, 41% dos usuários da rede têm entre 16 a 24 anos, e uma pesquisa da App Ape Lab constatou que 55,6% são homens.

É importante entender também se a sua empresa está apta para se comunicar com o seu público no TikTok. Assim, você precisa olhar para dentro, estudar a sua estratégia e analisar se o conteúdo e o tom da sua marca podem se adequar à linguagem dessa plataforma.

Entenda a linguagem do TikTok

Ele vem sendo descrito como “uma rede social feliz”. Por isso, um conteúdo com viés publicitário mais explícito ou chamadas mais incisivas provavelmente não funcionam bem no TikTok. Ao invés disso, challenges (desafios), duetos, tutoriais, memes e outros conteúdos que instigam a curiosidade têm mais chances de se tornarem populares.

Mas a regra é não ter regras! Como o aplicativo oferece várias ferramentas para a produção de vídeos, os conteúdos se tornam mais elaborados de forma prática e intuitiva. Por isso, a criatividade é a palavra-chave do TikTok e tudo aquilo que é inesperado ganha força.

Aposte na cocriação

Além de publicar conteúdo por meio de um perfil da sua empresa, você pode também pensar em fazer parceria com algum perfil já conhecido no TikTok. Talvez seja uma opção mais fácil e rápida para alcançar o seu público e conquistar mais seguidores. Só é preciso ficar atento a alguns detalhes!

Assim, o tiktoker Bruno Carvente, que contou sua vivência na rede durante o YouPix Summit 2019 — um dos principais eventos do país sobre social video e influenciadores —, dá uma dica de ouro! Ele recomenda que as marcas e os creators pensem juntos o melhor jeito de unir a valorização do produto com uma linguagem adequada ao TikTok, a fim de comunicar com o público de forma mais efetiva.
É importante ressaltar que essas estratégias e boas práticas são relativas, principalmente, ao feed e engajamento orgânico. O Tiktok também conta com mídias pagas, monetização por meio de contribuições em lives e diversos outras ferramentas e possibilidades. Para entender melhor, você pode baixar o aplicativo, conhecer os seus tipos de conteúdos e explorar as suas funcionalidades na perspectiva dos usuários. Assim, ficará mais fácil pensar em estratégias efetivas e se aproximar, de fato, do público da sua marca!