Como o mercado fitness está transformando a nossa alimentação?

Nunca tivemos tanto acesso ao que acontece em nosso corpo. Se na década de oitenta a prática de exercícios e os cuidados com a saúde eram impulsionados por ideais de um tipo físico atlético e ultra eficiente em todos os aspectos — nas academias e no competitivo ambiente de negócios —, essa busca ganhou ainda

INFO

Nunca tivemos tanto acesso ao que acontece em nosso corpo. Se na década de oitenta a prática de exercícios e os cuidados com a saúde eram impulsionados por ideais de um tipo físico atlético e ultra eficiente em todos os aspectos — nas academias e no competitivo ambiente de negócios —, essa busca ganhou ainda mais força nos dias de hoje, em que a cultura de culto ao corpo e informações sobre saúde e nutrição são de fácil acesso. O mercado fitness se consolidou e vem transformando a nossa relação com a comida.

Dos suplementos aos alimentos funcionais, o segmento ganha cada vez mais novidades nutricionais para aprimorar a performance do corpo e ajudar a alcançar os resultados estéticos desejados. Mas nem só de #TáPago vive esse mercado. Por causa do distanciamento social trazido pela pandemia e pelo resgate de uma culinária afetiva, cada vez mais pessoas vêm buscando por elementos caseiros, que remetam às memórias de família, para potencializar suas rotinas de nutrição e cuidado com a saúde.  Para entender como o mercado fitness vem transformando nossa alimentação, acompanhe o nosso artigo!

Como o mercado fitness tem transformado nossa relação com a alimentação? 

As dietas fitness vêm transformando o nosso olhar para a alimentação. Nós ficamos cada vez mais cientes sobre o papel de carboidratos, proteínas e vitaminas em nosso metabolismo, o que faz com que lancemos um olhar um tanto mais funcional sobre o que comemos. É como se tivéssemos uma lente raio-X, capaz de ver, em um pedaço de carne ou em uma porção de soja, uma dose de proteínas. 

Essa busca foi intensificada pelo crescimento de indivíduos que identificaram restrições alimentares no organismo ou que vêm adotando dietas diferenciadas, como é o caso de veganos ou celíacos. Por isso, para obter melhor performance ou o corpo desejado, cada vez mais pessoas têm recorrido a suplementos ou aos chamados super alimentos — também conhecidos como “super foods”, são alimentos ricos em compostos bioativos e que agem como potenciais agentes de prevenção, além de complementar os tratamentos de doenças crônicas como hipertensão e diabetes. 

Pra se ter uma noção, a segunda edição da pesquisa “Hábitos de Consumo de Suplementos Alimentares no Brasil”, da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD) e realizada pela agência de inteligência de mercado Toledo e Associados, mostrou que o consumo de suplementos alimentos no Brasil aumentou 10% entre 2015 e 2020. Segundo o mesmo estudo, esses produtos estão presentes em 59% dos lares brasileiros, com no mínimo uma pessoa fazendo uso.

Mas, da mesma forma que o estilo de vida fitness tem promovido maior conscientização sobre a importância de uma alimentação balanceada e aliada à prática de exercícios físicos, ele também vem dando um empurrãozinho para que pessoas desenvolvam distúrbios alimentares, como apontado pela nutricionista e pesquisadora Neide Rigo ao Podcast da Gama. Além disso, algumas marcas se aproveitam de argumentos pseudocientíficos para se promover como saudáveis, como é o caso das empresas que prometem aumentar a imunidade. Por isso, para crescer nesse mercado e gerar valor, é preciso ter muita responsabilidade e transparência na comunicação com o público. Chega de fake news, né?

mercado-fitness-para-atletas

Quais são as tendências em alimentação para o mercado fitness?

Impulsionado por tendências como a sustentabilidade e o fomento a produtores locais, o mercado fitness vem apresentando produtos inovadores que prometem conquistar diversos públicos. Confira!

Alimentos nutracêuticos

Com uma rotina cada vez mais atarefada, cada vez mais pessoas têm recorrido aos chamados nutracêuticos, suplementos alimentares que contêm a forma concentrada de um composto bioativo de alimentos. Esse composto é então isolado de sua fonte original e comercializado em doses mais concentradas, para garantir que o organismo absorva o necessário. 

Quem vem fazendo bonito nessa área é a MetaBody, desenvolvida pela startup Rubian Extratos (empresa-filha da Unicamp) em parceria com a Herbaltec e a farmacêutica Infinity Pharma. A marca utiliza o extrato da casca da jabuticaba para oferecer compostos como antocianinas e taninos, que possuem características antioxidantes e anti-inflamatórias, auxiliando na redução do colesterol “ruim” (LDL). O produto possui baixo impacto ambiental pois, dentre outras iniciativas, ele reaproveita cascas de jabuticaba que seriam descartadas por outras indústrias.

mercado-fitness-desenvolve-sucos-de-baixo-impacto-ambiental

Produtos probióticos

A preocupação com a imunidade aumentou desde o início da pandemia. Com mais pessoas buscando por formas de fortalecer o próprio organismo e tirar o máximo proveito dos nutrientes, o mercado de produtos para auxiliar o bom funcionamento do intestino vem se fortalecendo. Por isso, os probióticos — produtos que contém micro-organismos benéficos para a flora intestinal e facilitam a digestão têm ganhado destaque.

Quem sabe disso é a K-Happy Kombucha, marca belo-horizontina de chás fermentados fundada pelos irmãos Tiago e José Felipe Carneiro, da cervejaria Wäls. A empresa, que já se tornou a maior fabricante de kombuchas da América Latina, alia o chá tradicional a bleds de frutas, proporcionando bebidas saborosas que se tornam uma alternativa atraente para momentos de lazer e descanso. 

mercado-fitness-voltado-para-bebidas

Suplementos plant-based

Quem acompanha o blog e a newsletter da Pande sabe que os produtos plant-based estão com a bola toda. Como a gente te contou na última #BeCreative de abril, as pessoas têm recorrido às dietas baseadas em plantas para reduzir seu impacto ambiental no planeta e dar aquela forcinha para o organismo, já que uma dieta rica em vegetais está associada ao bem-estar e à saúde. 

E para ajudar os atletas de plantão nessa jornada, a Mother Nutrients oferece suplementos alimentares e proteínas veganas, 100% à base de plantas. A marca foi fundada por Marcos Leta, que também lidera a foodtech Fazenda do Futuro, responsável pelo Hambúrguer do Futuro.

mercado-fitness-de-suplementos-plant-nased

Como você já deve ter percebido, o mercado fitness vem transformando nossa relação com a comida, mas também é influenciado por tendências como a busca por estilos de vida mais sustentáveis e o uso de ingredientes locais, que dialogam com a cultura alimentar de uma região. Para gerar valor nesse segmento, é preciso malhar…ou melhor, buscar por ativos inovadores e de qualidade, implementar processos limpos e ter uma comunicação transparente com o público, capaz de torná-lo cada vez mais autônomo na rotina de cuidado com a saúde.

Por falar em tendências de mercado e inovação, já conferiu o livro “Descentralizada – Uma nova mentalidade”? Você pode fazer o download gratuito do livro aqui ou comprar uma edição física da obra. O valor gerado pelas vendas será doado à Revista Autismo, que busca conscientizar o público brasileiro sobre o transtorno. E para mais insights, siga a Pande também no Instagram, Facebook e Linkedin.