Beleza e bem-estar: como responder aos novos desafios do mercado

A consciência ambiental vem ressignificando hábitos de consumo de muitas pessoas nos últimos anos. Mais atentos às ações das marcas, consumidores têm valorizado matérias-primas sustentáveis e estão em busca de informações sobre produtos, processos e posicionamentos. A transparência se tornou pré-requisito para as tomadas de decisão e essas novas demandas modificaram, consideravelmente, o mercado da

INFO

A consciência ambiental vem ressignificando hábitos de consumo de muitas pessoas nos últimos anos. Mais atentos às ações das marcas, consumidores têm valorizado matérias-primas sustentáveis e estão em busca de informações sobre produtos, processos e posicionamentos. A transparência se tornou pré-requisito para as tomadas de decisão e essas novas demandas modificaram, consideravelmente, o mercado da beleza e bem-estar. 

No entanto, a crise do coronavírus adicionou fatores na equação das empresas que buscam relevância no segmento: a necessidade de repensar prioridades e o cuidado com a saúde física e mental. Afinal, como criar valor neste novo cenário? Descubra neste artigo!

Novas prioridades de beleza e bem-estar

A crise econômica e a crescente preocupação com a saúde, impulsionadas pela pandemia, deram origem a novos padrões, hábitos de consumo e rotinas de beleza e bem-estar. Cautelosos em relação às finanças, os consumidores estão mais seletivos e buscam produtos e serviços que entregam um bom custo-benefício. Além disso, o período de distanciamento fortaleceu a busca por cuidados com as saúdes física e emocional.

Para se ter uma ideia, segundo a pesquisa “Health and Beauty in the Coronavirus Era” (“Saúde e Beleza na Era do Coronavírus”, em tradução livre), publicada pela Euromonitor em julho de 2020, 34% dos consumidores globais estão tomando medidas para gerenciar o estresse, a ansiedade e a saúde mental. Por isso, a tendência é que as pessoas busquem soluções para aliar os cuidados com a beleza a rituais de relaxamento.

Como as marcas devem responder aos novos desafios do mercado?

Com estratégia, atenção aos novos comportamentos de consumo, posicionamentos e ações sustentáveis e uma boa comunicação, é possível se destacar diante de tantas transformações. Saiba como!

1. Investindo em transparência e informação

A busca por informações sobre produtos e serviços é crescente. As pessoas têm se apoiado em fundamentos científicos e depoimentos de especialistas para construir seus rituais de autocuidado. Não por acaso, no início deste ano, dados do Google já apontavam que, ao invés de fazer buscas genéricas como “hidratante orgânico”, consumidores têm procurado por ingredientes específicos como “aloe vera” ou “ácido hialurônico”.

Então é muito importante que as marcas do segmento de beleza e bem-estar invistam em transparência na comunicação com seus públicos, esclarecendo a escolha dos insumos, processos e como seus produtos podem colaborar com as necessidades dos clientes. 

A Sallve, marca de cosméticos brasileira, é um bom exemplo disso. Por meio de seus canais virtuais, a empresa dá espaço para que especialistas em dermatologia e comportamento expliquem sobre os ingredientes utilizados nos produtos e como eles podem ser aplicados às rotinas de bem-estar.

Combinando “conversas sinceras, escolhas seguras e fórmulas incríveis”, desde o início, a Sallve aproximou-se de seus consumidores para entender as necessidades de cuidados com a pele que ainda não estavam sendo atendidas pelo mercado brasileiro e cocriar produtos. Assim, por meio das mídias sociais e fóruns de discussão, a empresa trouxe as pessoas para o centro dos processos de desenvolvimento. 

2. Aliando personalização e tecnologia

A digitalização de processos, aliada à tecnologia, permite que as marcas se aproximem cada vez mais das necessidades de seus clientes, desenvolvendo soluções personalizadas e experiências integradas.

Quer um bom exemplo? Guiada pelo propósito de entregar fórmulas naturais e personalizadas, a empresa brasileira de cosméticos JustForYou disponibiliza um formulário para que consumidores possam informar as características de seus cabelos, a rotina de cuidados que eles recebem, revelar hábitos de vida e estilo pessoal e enviar fotos.

A partir disso, com ajuda da Inteligência Artificial, a marca avalia as melhores combinações de ingredientes e define uma fórmula de tratamento específica para a pessoa. E as embalagens dos produtos são parte fundamental da experiência de personalização: elas carregam o nome de cada cliente.

3. Oferecendo soluções práticas e inovadoras

Se a saúde ganhou o centro das atenções nas rotinas de bem-estar, a alimentação de muita gente também foi reavaliada. Uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), em maio de 2020, apontou que em todos os lares brasileiros avaliados, pelo menos um morador usa suplementos alimentares. Entre essas pessoas, 48% passaram a consumir mais multivitamínicos na pandemia. A maioria delas (63%) buscava, com esse aumento no consumo, fortalecer a imunidade. 

Atenta a esse comportamento crescente, a Nestlé inovou e desenvolveu, na China, o NesQino — uma solução que permite aos consumidores personalizar smoothies, shakes e milk shakes saudáveis, combinando superalimentos e vitaminas conforme sua preferência ou necessidade. Os ingredientes são embalados em sachês e a bebida pode ser preparada pela pessoa, em qualquer lugar, em um copo elétrico também criado pela marca. 

A empresa ainda desenvolveu um aplicativo para que os clientes tenham acesso a informações nutricionais, explorem combinações e compartilhem receitas com amigos. E a comunicação das embalagens é bem intuitiva, possibilitando um entendimento rápido sobre como criar e preparar as bebidas.


A cada dia, fica mais nítida a busca dos consumidores por marcas de beleza e bem-estar que se disponham a estabelecer diálogos transparentes, sejam capazes de entregar qualidade, personalização e diferenciação e assumam compromissos visíveis com a sustentabilidade. Isso sem mencionar a necessidade de adaptação das empresas à crescente preocupação das pessoas com a saúde, impulsionada pela pandemia. 

Para esse segmento, diversas oportunidades surgem com os novos desafios. Por meio de uma aproximação com a comunidade e aproveitando o potencial da tecnologia, é possível cocriar soluções eficazes e inovadoras, entregando valor e facilitando a rotina das pessoas.

Curtiu os nossos insights? Continue acompanhando os conteúdos produzidos pela Pande e siga também as nossas redes sociais: Instagram, Facebook e Linkedin.