Como a busca visual pode ser utilizada a favor da sua marca?

Não é novidade que as imagens vêm ganhando cada vez mais espaço no mundo virtual, principalmente após o crescimento do uso dos smartphones e o desenvolvimento avançado de suas câmeras digitais. A crescente popularização do Instagram — rede social que dá um grande destaque às fotos e ilustrações —, por exemplo, deixa bem evidente essa

INFO

Não é novidade que as imagens vêm ganhando cada vez mais espaço no mundo virtual, principalmente após o crescimento do uso dos smartphones e o desenvolvimento avançado de suas câmeras digitais. A crescente popularização do Instagram — rede social que dá um grande destaque às fotos e ilustrações —, por exemplo, deixa bem evidente essa relação. Por isso, a busca visual na web, tendência que vem sendo adotada como estratégia por buscadores e e-commerces, promete se expandir ainda mais nos próximos anos. 

Como o proprio nome diz, a busca visual é um recurso alternativo para fazer pesquisas na internet, gerado com o intuito de oferecer uma experiência cada vez melhor aos usuários. A ideia é que o internauta possa utilizar imagens como elemento de pesquisa (que pode ser uma foto tirada pelo celular ou um printscreen, por exemplo), substituindo, assim, a busca por meio de textos e palavras-chave. Ou seja, é um mecanismo capaz de oferecer mais praticidade e comodidade do que, até mesmo, a aclamada busca por áudio.

O que é e como funciona a busca visual?

Você deve estar se perguntando como isso é possível, não é mesmo? O fato é que esse artifício é produzido por tecnologias altamente avançadas, como machine learning e Inteligência Artificial, e segue uma linha de raciocínio que remete ao cérebro humano durante o processo de identificação de objetos. E exatamente por isso, a compreensão desse sistema é bem complexa, mas vamos explicá-lo de forma resumida.

Basicamente, podemos dizer que esse tipo de busca converte os elementos visuais das imagens em dados e cruza essas informações com a base de dados do Google e outros buscadores. Assim, à medida que o computador vai sendo alimentado com dados, ele vai aprendendo a “enxergar” como essas informações podem ser variadas e conectadas — tornando possível interpretá-las para fornecer ao usuário uma série de resultados. 

Mas como as marcas estão incorporando esse mecanismo?

Uma prova de que a busca visual está ganhando grande evidência é o fato de que diversas plataformas já criaram recursos de interpretação de conteúdos visuais. O principal deles é o Google Lens. A ferramenta permite que qualquer pessoa realize pesquisas no buscador por meio das imagens feitas na câmera de seu próprio smartphone. E como se não bastasse, ela pode também interpretar elementos, como um número de telefone presente na fotografia, e realizar ações, como salvá-lo em sua lista de contatos.Outro exemplo do uso dessa tendência é o Pinterest Lens, a câmera do aplicativo Pinterest, que permite ao usuário encontrar imagens nessa rede social a partir das fotos que registra. Dessa maneira, é possível descobrir receitas com os ingredientes fotografados ou encontrar os itens que compõem um look que ele achou interessante.

Além dessas plataformas, grandes empresas também já perceberam o efeito positivo que essa inovação pode proporcionar aos clientes e implementaram a busca visual em seus e-commerces. A brasileira Dafiti, por exemplo, lançou em seu aplicativo o “Busca Look”, uma funcionalidade que promete exibir os produtos da loja mais semelhantes aos itens fotografados pelos consumidores. Uma proposta interessante, concorda?

E como implementar essa estratégia na sua empresa?

Agora que você já sabe como a busca visual é importante para otimizar a experiência dos clientes com o e-commerce da sua marca, conheça algumas técnicas para aproveitar melhor esse recurso e ganhar mais visibilidade no universo digital!

O primeiro passo é otimizar as imagens do seu site para que ele seja beneficiado pelos algoritmos do Google e outros buscadores. Para facilitar, listamos alguns dos itens mais importantes que você deve levar em consideração a fim de obter sucesso nessa estratégia:

  • utilize imagens de boa qualidade e nos formatos adequados (o Google recomenda os padrões JPEG, GIF, PNG, BMP ou WebP);
  • nomeie o arquivo da foto de acordo com o produto que ela representa;
  • faça uso de imagens responsivas (que funcionam em dispositivos com diferentes tamanhos de tela, resoluções e outras funcionalidades, como tablet e celular);
  • atualize a descrição do produto com informações detalhadas;
  • opte por images autorais e que possuam uma relação clara com o produto que está sendo anunciado.

Além disso, inserir em seu site uma ferramenta de busca visual é uma condição que o colocará “um passo à frente” de outras plataformas de e-commerce. E atente-se também para promover anúncios em redes sociais que priorizam mais esse tipo de conteúdo — fotografias e ilustrações — como o Pinterest e o Instagram. 

A praticidade da busca visual faz com ela seja uma tendência cada vez mais consolidada no e-commerce. Por meio do uso de imagens, vem otimizando a experiência dos clientes e inovando o mundo dos negócios. E os avanços promovidos pelas tecnologias digitais não param por aí. Quer ficar por dentro de todas as novidades? Então acompanha a gente aqui no blog e nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e Linkedin