Como designers estão ajudando as marcas a transformar hábitos de higiene?

Nos últimos meses, novos hábitos de higiene — como usar máscara, disponibilizar álcool em gel e manter a distância de segurança — têm sido fortemente recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para a prevenção do novo coronavírus, não é mesmo? Por isso, a fim de ajudar as marcas a garantirem a segurança de seus

INFO

Nos últimos meses, novos hábitos de higiene — como usar máscara, disponibilizar álcool em gel e manter a distância de segurança — têm sido fortemente recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para a prevenção do novo coronavírus, não é mesmo? Por isso, a fim de ajudar as marcas a garantirem a segurança de seus funcionários e clientes, designers de várias partes do mundo estão elaborando soluções de higienização práticas, inspiradoras e, até mesmo, divertidas. Venha conferir!

1. Kits de higiene pessoal com apelo sustentável e estético

O estúdio de design britânico Iya Studio e a empresa de roupas masculinas Country of Origin se uniram para criar a Hande — marca de produtos orgânicos de limpeza para as mãos — quando o Reino Unido enfrentava uma grande escassez de álcool em gel. Para essa iniciativa, a empresa optou por empregar pessoas que perderam o trabalho devido à pandemia e, ainda, está destinando parte do lucro arrecadado para bancos de alimentos e organizações que cuidam de comunidades vulneráveis. 

A empresa apostou também na inovação dos rótulos, que comunicam, com simplicidade e bom-humor, a função dos produtos, onde eles são feitos, quem os produz e como utilizá-los da maneira correta. “Cada momento de limpeza merece um gesto de celebração!” é o slogan da Iya Studio no site da marca. Com esse incentivo, fica bem mais fácil, concorda?

2. Diversão para facilitar novos hábitos de higiene 

Para aliviar o estresse causado pela pandemia, um time de designers reuniu diversão e inovação na hora de criar produtos voltados para a higienização. Desse modo, o estúdio de design de experiências Bompas & Parr, em parceria com a Cruz Vermelha britânica e o Museu de Design de Londres, lançou a competição Fountain of Hygiene. Com 8 categorias, a iniciativa recebeu diversos projetos que buscam tornar esse momento mais leve e eficaz.

Um desses projetos foi o “Paint your hands clean!”, vencedor da categoria de Produtos Infantis. Criado pelos designers Kate Strudwick, Amos Oyedeji, Alexander Facey e Nicole Stjernswärd, o sabonete líquido e antisséptico tem um PH que muda de cor à medida que os pequenos lavam as mãos. O frasco traz um rótulo com cores alegres e carinhas divertidas e um bico inovador, em formato de pincel, que distribui os pigmentos do sabonete e forma espuma — deixando o uso ainda mais fácil e divertido para as crianças. 

Na categoria de Gestos & Rituais, o projeto vencedor foi o “Hygiene Friendly Friends” da designer Line Johnsen. Trata-se de uma campainha, com um sensor, que despeja gel antisséptico nas mãos de quem a aciona. Um jeito bem prático e seguro de garantir que as mãos estejam limpas quando, por exemplo, entrarmos em casa ou no local de trabalho.

E para facilitar a higienização em espaços públicos, a designer Sally Reynolds criou o “Step One”, que venceu a competição na categoria Design de Luxo. A iniciativa — com forte apelo estético — consiste em uma espécie de estação de álcool em gel, que pode ser acionada com o auxílio de um pedal. Além disso, o projeto inova por considerar plásticos reciclados em sua produção e pelo uso seguro, que dispensa as mãos.

3. Atenção, passageiros: hora de se proteger!

A Honeywell, multinacional de tecnologia que oferece serviços para aeronaves, edifícios, plantas de manufatura e supply chain (cadeia logística de suprimentos), preparou diversas soluções de design a fim de ajudar companhias aéreas e aeroportos a cumprirem as normas sanitárias recomendadas pela OMS para o combate ao coronavírus — aproveitando sua expertise em equipamentos de proteção individual para trabalhadores da indústria.

Assim, a marca criou uma máscara N95 (que filtra 95% das micropartículas), com válvula que facilita a respiração e fibra que propicia mais conforto. Desenvolveu também um sistema de controle remoto que monitora a limpeza e qualidade do ar, uma solução de luz UV para higienizar a cabine do avião e kits portáteis com luvas e máscaras. Além disso, produziu um dispositivo com inteligência artificial que monitora a temperatura das pessoas por câmera e verifica se elas estão usando os equipamentos de proteção recomendados.

A pandemia fez com que as empresas repensassem hábitos de higiene — principalmente agora, que muitas delas estão reabrindo às portas em diversas cidades —, para garantir mais segurança aos seus colaboradores e clientes na prevenção ao coronavírus. E, para isso, estão contando com a ajuda de vários designers, que têm se debruçado sobre projetos inovadores capazes de facilitar a vida nesse momento. Assim — juntos e com muita criatividade — marcas e designers podem superar esse desafio!